Voltar para Artigos


logo

©19/7/2019 Revive Israel Ministries

Relacionando com não crentes

Yoni Koski

man

Como devemos entender e nos relacionar com aqueles que ainda não são crentes? A salvação é algo em preto e branco – antes de aceitar Yeshua, eu era mau e agora sou bom? Sim e não! Sim, claro que no passado “éramos trevas”, mas agora somos "luz no Senhor" (Ef 5.8).

Em Atos 10, no entanto, lemos a respeito de um centurião romano chamado Cornélio que era “devoto e temente a Deus, doava generosamente aos carentes e orava a Deus regularmente”. Vemos isso nos primeiros versos do capítulo, mas é apenas mais adiante que sua família passa a crer em Yeshua e é batizada. Este não é o modelo de um comportamento mau que de repente se torna bom. Mas como isso pode ser verdade, a não ser que o Espírito Santo esteja ativo na vida das pessoas antes do novo nascimento?

Imerecida

A graça comum, também conhecida pelos teólogos como graça "preveniente", é a generosidade imerecida de Deus que age nas pessoas antes de se converterem. É "comum" porque está disponível para todos. Uma parte dessa atividade de Deus nas pessoas toma a forma de consciência, embora nossa consciência possa ser rejeitada, sufocada ou distorcida. Muitos não crentes, é claro, se comportam mal, mas nós que somos crentes também cometemos muitas ações erradas enquanto não estivermos plenamente santificados.

Nós também vemos a graça comum de Deus atuando nos muitos mitos e lendas de culturas antigas de povos tribais que apontam para Deus antes mesmo de ouvirem a mensagem do Evangelho, especialmente na forma de figuras lendárias do "Messias" que morrem em um madeiro para salvar o seu povo de alguma maneira. Parece que Deus colocou dentro da própria cultura tais "iscas" de forma a permitir que as pessoas respondam ao Evangelho quando o ouvem.

Por que tantos muçulmanos recebem sonhos de Yeshua e começam a responder a ele muito antes de se converterem?

Da mesma forma, por que o capitão do barco na tempestade com Jonas implorou a ele que orasse ao seu Deus hebreu? Porque os marinheiros estavam recebendo revelação sobre a impotência de seus próprios deuses e o poder do Deus de Jonas. Mais adiante no capítulo eles demonstram o temor do Senhor.

Portanto, compreender a graça comum:

  1. Mostra-nos que os não crentes não são mantidos em ignorância total da revelação de Deus até o momento da salvação, mas que, pelo contrário, acumulam revelação e experiência com ele ao longo do caminho, e são confrontados com situações em que precisam escolher. Entender isso nos ajuda a ter uma visão mais elevada daqueles que ainda não se converteram e nos permite evangelizar de uma maneira menos superior e mais apropriada.
  2. Ajuda-nos a evitar uma atitude arrogante ao nos comparar erroneamente com os outros, especialmente os não crentes.
  3. Nos dá uma visão mais elevada das pessoas recém-convertidas e nos ajuda no processo de discipulado.
  4. Ajuda a evitar confusões ambíguas na distinção entre o que é "espiritual" e "não espiritual" ou "secular" e "sagrado".
  5. Ajuda os judeus a compreenderem que Deus também está atuando no mundo gentio.
  6. Ajuda a Igreja Cristã a entender que Deus tem um plano e um propósito para Israel.
  7. Ajuda todos a entenderem a obra de Deus em toda a criação.

Disponibilidade 24/7

Dan

Daniel Juster achava que como pastor, sua obrigação era estar sempre disponível para os fiéis. Isso o esgotou e o fez deixar sua família de lado. Como deveria ser o equilíbrio entre família e ministério?

Assista AQUI! 

Legendas em: dinamarquês, holandês, francês, coreano, português e espanhol.


Voltar