Voltar para Artigos


logo

© 11 de agosto 2017 Revive Israel Ministries

Crianças Crentes de Famílias Destruídas em Israel
e Como Você Pode Ajudar

A Equoterapia emprega cavalos para ajudar a melhorar a saúde física e mental de todo tipo de criança e adulto. No Revive Israel, descobrimos que esta experiência especial produz resultados bastante positivos nas crianças de nossa comunidade que vieram de famílias destruídas e de famílias de pais ou mães solteiros. Clique no botão abaixo para ouvir os testemunhos de algumas mães sobre a transformação de suas crianças e nos ajude a patrocinar mais 40 crianças este ano!

Legendas disponíveis em: Chinês, Dinamarquês, Holandês, Inglês, Francês, Italiano, Alemão, Polonês, Português (BR) e Espanhol.

ASSISTA


Phobeo: Temor do Senhor

By Asher Intrater

Existem duas palavras em Hebraico utilizadas para “Temor”: Pakhad – פחד – significa medo em geral. Yir'ah – יראה – um temor mais reverencial associado a autoridade, poder e santidade.

Já no Grego temos essencialmente uma única palavra – Phobeo, que é raiz de palavras relacionadas a “fobia”. Tal palavra é encontrada cerca de cem vezes na Nova Aliança, e sete vezes em Lucas 12; o capítulo no qual Yeshua define o que é o temor do Senhor.

Apesar de haver apenas uma palavra no grego de Lucas 12, existem três diferentes significados, de acordo com o contexto. Dois são ruins e um é bom.

  1. Versículo 4 : Covardia, pavor, medo do homem, medo do mal – ruim
  2. Versículo 5 (três vezes): temor santo e reverencial a Deus – bom
  3. Versículo 7,32: insegurança, preocupação, medo de que Deus te rejeite – ruim.

Lucas 12.4 –Não temais os que matam o corpo e, depois disso, nada mais podem fazer.

Como crentes em Yeshua e no Deus de Israel, deveríamos ser destemidos e corajosos. A covardia não faz parte do nosso caráter, pois ela não tem parte com o caráter de Deus. Não tememos o mal, nem pessoas ruins, nem o diabo e nem qualquer maldade. Nós não “tememos o homem”.

Por outro lado, tememos a Deus.

Lucas 12.5 – Eu, porém, vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno. Sim, digo-vos, a esse deveis temer.

Deus é santo e todo-poderoso. Ele pune o mal. O temor do Senhor é eterno. A pura reverência à sua santidade, ao seu poder e à sua aversão pelo mal é algo muito belo. Quando existem grandes milagres, devem vir acompanhados do temor a Deus. Ele que é poderoso para curar as doenças, também é poderoso para punir os pecados. Ambos, o pecado e a doença, são maus. E o santo poder de Deus destrói o mal.

Se nós nos regozijamos em seu poder para curar os doentes, deveríamos igualmente ter um profundo temor de seu poder de punir os pecados. Seu poder de destruir o mal é assombroso. “Assombro” é uma boa maneira de definir o temor a Deus. Ele é assombroso; diante dele temos reverente admiração.

Lucas 12.7, 32 – Não temais! Bem mais valeis do que muitos pardais… Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se agradou em dar-vos o seu reino.

Nós não temos medo de Deus como se ele fosse mau. Deus é bom. Ele nos ama. Nós somos preciosos aos seus olhos. Ele quer nos dar tudo o que é bom. Não sofremos com insegurança, nem falta de confiança, nem medo de rejeição e nem de autocondenação.

Deus nos ama tanto que qualquer forma de dúvida ou preocupação é lançada para fora de nós. Somos totalmente aceitos em seu amor. Vamos buscar este lindo equilíbrio: não temos nem covardia nem insegurança; pelo contrário, temos o santo, assombroso e belo temor do Senhor.


Deus realmente nos testa?

Yeshua nos ensinou a orar para que Deus não nos deixasse cair em tentação. Isso significa que Deus pode nos deixar cair em tentação? Eu evitei esse assunto por muitos anos, pois não queria acreditar nisso, mas a Palavra de Deus sugere o contrário.

Legendas disponíveis em: Dinamarquês, Holandês, Inglês, Francês, Alemão, Polonês e Português (BR)

ASSISTA


Festa dos Tabernáculos “Seja Bem-vindo, Rei da Glória”, de 9 a 13 de Out de 2017 em Jerusalém

Um grupo diversificado de líderes messiânicos israelenses está se reunindo para planejar o ajuntamento do remanescente de várias nações para o “Seja Bem-vindo, Rei da Glória“.

Por vários motivos, acreditamos que o ano de 2017 é um ano profeticamente significativo. Juntos a um remanescente de crentes de várias tribos, línguas e nações, desejamos dar as boas-vindas ao Rei da Glória em Jerusalém mais uma vez. Acreditamos que estejamos no ápice de uma nova temporada de sua glória habitando em seu Corpo em todo o mundo – de acordo com Isaías 60. Também acreditamos que isso marcará uma nova temporada da presença de Deus no meio de seu povo em Israel – e o início de uma temporada de cumprimento de muitos eventos do Fim dos Tempos. (Nós NÃO estamos declarando que esta temporada será o tempo de Sua 2ª Vinda!)

Queremos convidar você, sua família, suas tribos e nações, para vir a Jerusalém para este encontro especial durante o Sukkot 2017.

Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do SENHOR nasce sobre ti. Porque eis que as trevas cobrem a terra, e a escuridão, os povos; mas sobre ti aparece resplendente o SENHOR, e a sua glória se vê sobre ti. As nações se encaminham para a tua luz, e os reis, para o resplendor que te nasceu. (Is 60.1-3).

Avi Mizrahi—Tel Aviv; Claude Ezragouri—Tiberias; Tony Sperandeo—Kfar Saba; Shmuel Birnbaum—Bat Yam; Israel Pochtar—Ashdod; Benjamin Berger, Asher Intrater, Eddie Santoro e Ariel Blumenthal—Jerusalém; Tal Robin—Maale Adumim

Encontre todas as informações em wtkog.com


Voltar