Voltar para Artigos


logo

© 29 de abril 2016 Revive Israel Ministries

Revendo Atos 15

Após décadas de estudo e ensino baseados em Atos 15, Asher Intrater compartilha uma compreensão nova e profunda sobre esse capítulo e mostra como seu papel é crítico em nosso tempo para o avanço do reino de Deus. Para assistir a esse ensino importante e fundamental em inglês, clique AQUI!

Para ouvir a versão de áudio, clique AQUI!

TRADUTORES: Gostaríamos de convidá-lo a fazer parte do avanço do reino de Deus entre as pessoas que falam a sua língua. Estamos procurando tradutores que nos ajudem a colocar legendas (do inglês para a sua língua) em ensinos importantes e fundamentais do Revive Israel. Se estiver interessado e quiser obter mais informações, por favor, envie um e-mail para: [email protected]


Convite para o Shavuot

Acabamos de encerrar a celebração da Páscoa e agora estamos com grande expectativa para a próxima grande festa bíblica sagrada – Shavuot (Pentecostes). O derramamento do Espírito Santo em Atos 2 foi a primeira parcela da promessa de Deus de derramar o seu Espírito sobre toda a carne (Atos 2.17). Nós nos reunimos todo ano no Shavuot para adorar e orar durante a noite crendo no cumprimento completo dessa profecia de Shavuot.

Nós o convidamos a se juntar a nós este ano pessoalmente ou através da nossa transmissão ao vivo pela internet. O evento começará no dia 11 de junho, 2016 às 22h (horário de Israel) e continuará por 8 horas.

Para assistir a uma entrevista de vídeo com Asher Intrater sobre a visão do Shavuot, clique AQUI!

Para a transmissão ao vivo, por favor, acesse reviveisrael.org no horário do evento.


Fome Espiritual

Neste vídeo, Cody Archer fala sobre nosso desejo como Revive Israel de sermos uma organização frutífera em tudo o que fazemos e sobre como queremos prosseguir para o próximo nível em nossa fome pela volta de Yeshua. Para assistir em inglês, clique AQUI!


Liderança do Trabalho em Equipe em Tiferet Yeshua

Ron Cantor

Ao longo dos últimos 3 anos, Elana e eu temos nos dedicado a trazer estabilidade e crescimento à congregação Tiferet Yeshua em Tel Aviv. (A congregação foi iniciada por Ari e Shira Sorkoram em 1995 e foi entregue para a supervisão apostólica de Asher Intrater em 2013.)

Trabalhamos para levantar fundos e construir escritórios. Victoria Trubek, nossa administradora e Gil Afriat, que estava trabalhando período integral em outro emprego, assumiram a responsabilidade de aprender como conduzir legalmente e com muita integridade a organização sem fins lucrativos da congregação.

Recebemos o reforço de Michael E. para fazer vídeos comigo. Juntos, construimos um estúdio e temos produzido semanalmente vídeos de ensino há mais de um ano. Construímos um conjunto de salas de escritório no nosso segundo andar, e, em seguida, acreditamos que Deus mandaria recursos para mantermos uma cafeteria que agora é usada para concertos, reuniões de oração, grupos caseiros e mais.

E um dia, percebemos que tínhamos os melhores empregos do mundo. Acredito que não teve um dia sequer em que essa equipe não estava amando trabalhar juntos. Nunca experimentei isso em outro lugar. Todos os dias, todos estão sorrindo.

Já disse à Elana muitas vezes: “Sei que não sou o tipo clássico de pastor, mas montar e liderar essa equipe tem sido a coisa mais gratificante que já fiz no ministério.”

Gil Afriat, que mencionei anteriormente, é um israelense nativo que já está funcionando como pastor aqui. Este mês, ordenaremos Gil como o pastor local principal da congregação e para supervisionar a equipe composta de Moti, David, Victoria e Olga.

Um dos nossos valores centrais em Tiferet Yeshua é que a equipe de liderança não é um “carimbo automático”, mas uma equipe funcional de verdade. Como presbíteros, lideramos juntos. Compartilhamos o púlpito e todas as outras responsabilidades. Vejo meu papel em Tiferet Yeshua, além de continuar como o presbítero responsável pela visão da congregação, como:

  1. Evangelista que equipa os santos para evangelizar de acordo com Ef. 4.11
  2. Auxiliando Asher na supervisão da congregação
  3. Dando apoio financeiro à congregação.

Tenho sempre falado à nossa congregação que se alguém nos visitasse e se sentasse para participar de uma reunião, essa pessoa não saberia ao certo quem é o pastor principal, porque dividimos as responsabilidades. Somos uma equipe unida de presbíteros que se submetem uns aos outros. Sim, há uma estrutura de autoridade, mas buscamos chegar a um consenso por meio de oração e discussão vigorosa.


Recuperando Nossa Vanguarda Profética Moral

Asher Intrater

A mensagem do evangelho é sobre a graça e o amor de Deus por meio de Yeshua o Messias. Ao mesmo tempo, também deveria haver um confronto moral do pecado inflamado e profético. Esse confronto é em primeiro lugar contra nós mesmos. Se nós, como a comunidade da fé, nos arrependermos dos nossos pecados, haverá um efeito “cascata” que restaurará o restante da nossa sociedade. (2 Crônicas 7.14 – “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu... sararei a sua terra”.)  

Quando Moisés entrou no Egito para redimir o povo, ele confrontou o Faraó a respeito da adoração demoníaca, de oprimir os escravos, de matar crianças e da perversão sexual (Êxodo 4-12). Todos os profetas de Israel confrontaram os reis, o governo e o povo por causa de pecados semelhantes e de carnalidade. A mensagem do evangelho começa com o chamado para “arrependimento”.

Quando João Batista começou a pregar, ele falou sobre a vinda do Messias, e também convocou o povo a se arrepender. Como ele se dirigiu ao governo? Ele repreendeu Herodes pela imoralidade sexual! Ele disse aos trabalhadores do governo para não pegar mais dinheiro do que o que era legalmente correto. Ele disse aos soldados para não oprimir as pessoas (Lucas 3.1-20; Mateus 14.1-5).

Parte da nossa mensagem é confrontar a imoralidade sexual, a corrupção financeira, a hipocrisia religiosa, a violência criminal e a opressão. Essas questões são morais, não políticas. Contudo, elas certamente afetarão a esfera política.  

No entanto, não podemos lutar por tais valores morais em nossa sociedade se temos esses mesmos pecados em nosso próprio coração. Vamos nos arrepender e recuperar o fogo e a autoridade profética de Moisés e Elias, de João, de Pedro e de Paulo. Vamos abençoar nossas nações por ser um povo santo.


Voltar