Voltar para Artigos


logo

©19 de junho 2015 Revive Israel Ministries

Gaza, Louvor e a Parada Gay

Asher Intrater

Na manhã de sexta-feira, dia 12 de junho, cerca de 180 mil pessoas foram a Tel Aviv para participar da “Parada Gay” anual. Há um esforço internacional para fazer de Tel Aviv a “Capital Gay” do mundo.

No mesmo dia, estávamos reunidos em nossa congregação em Tel Aviv, Tiferet Yeshua, para nossa assembleia semanal. Durante o período de louvor, veio à mente o verso sobre Deus ouvindo o “clamor de Sodoma” que subia diante dele por causa da gravidade e abundância dos seus pecados (Gênesis 18.20).

Sugeri que cantássemos um pouco mais alto para que Deus pudesse ouvir nossas canções de louvor acima dos gritos de pecado e sodomia à nossa volta. Tiferet Yeshua possui um pouco mais de 100 membros. Como poderíamos ter alguma influência diante dos 180 mil militantes homossexuais e lésbicas?

Nós lembramos que Deus disse a Abraão que se houvesse apenas 10 justos em Sodoma, ele pouparia a cidade. (Embora não tenhamos justiça alguma de nós mesmos, amamos ao Senhor.) Nossos corações se encheram de alegria quando compreendemos que Deus recebe nossas orações por graça em favor da cidade.

Luta Interna

A apenas algumas dezenas de quilômetros pelo litoral, ao sul de Tel Aviv, está a faixa de Gaza. Uma nova célula do ISIS instalada ali assumiu o crédito por vários lançamentos de mísseis em direção a Israel na semana passada. Não ocorreu nenhum dano. Israel reagiu com moderação, sabendo da tensão que existe entre o Hamas e o ISIS. O Hamas se responsabilizará por eliminar essa célula do ISIS.

Também há divisões entre o ISIS e a Síria na fronteira norte de Israel, e entre as forças sunitas e xiitas no Iêmen ao sul. Israel poderia ser facilmente dizimado por todos esses grupos jihadistas. Contudo, à medida que eles lutam entre si, nossa sobrevivência, por enquanto, está garantida.

Derrotando os Inimigos através do Louvor

Em 2 Crônicas 20, encontramos os filhos de Israel no tempo de Jeosafá também rodeados por inimigos. Veio uma palavra profética orientando os israelitas a tomar posição no campo de batalha e louvar ao Senhor, porque “Ele é bom e a sua misericórdia dura para sempre (verso 21)". Essa parecia, certamente, uma tática suicida.

No entanto, no momento em que começaram a louvar, Deus fez com que seus inimigos atacassem uns aos outros (v. 22). A adoração espiritual levou a uma vitória militar. Se não tivessem louvado ao Senhor, teriam sido destruídos. Nós, em Israel hoje, também sentimos a urgência para levantar louvores ao Senhor. Enquanto isso, continuamos adorando, e os inimigos permanecem divididos. Não estamos dispostos a parar de louvar para verificar se está tendo efeito ou não.

Em várias ocasiões, o louvor tem sido associado a uma batalha. Qual foi o primeiro exemplo bíblico de um louvor coletivo do povo de Deus? – A canção de Moisés depois que Deus destruiu seus inimigos no Mar Vermelho (Êxodo 15). Fico imaginando como era o louvor deles e como soava. Penso que não era um momento de adoração em tom menor, sombrio e sério. Sem dúvida, era exuberante, vitorioso, alegre e talvez até um pouco extravagante. 

Vamos continuar adorando ao Senhor e confiar que nosso louvor está produzindo efeito na situação à nossa volta.


Eleições Turcas de 2015

Mikha'el Kerem

As eleições recentes na Turquia foram um sucesso para o Partido Democrático dos Povos Curdos (HDP) liderado por Selahattin Demirtaş e Figen Yuksekdağı, uma mulher. (Os curdos são uma nação de 25-30 milhões sem um Estado próprio.) 

Apesar de terem sofrido numerosos ataques por bombas a gabinetes do partido e comícios políticos, o HDP conseguiu obter 13% dos votos e ultrapassar o mínimo de 10% exigido para entrar no parlamento. Sua mensagem foi obviamente acolhida por aqueles que estavam cansados da política anti-secular, anti-Israel, anti qualquer coisa não islâmica do Presidente Erdogan.  

Embora essa seja uma razão para otimismo, Erdogan e o Partido AK têm muitas pessoas de confiança em posições de influência. Eles têm consolidado muita riqueza e controle. (Ele acabou de construir um palácio de 1.100 cômodos para si mesmo em Ancara.) 

Essa foi uma vitória para os curdos e para as outras minorias na Turquia, incluindo a pequena comunidade turca/curda MBB (cristãos de origem muçulmana). Sem uma maioria clara, o partido de Erdogan agora terá que buscar um parceiro de coalizão. Se nenhum outro partido entrar numa coalizão, haverá novas eleições. Ore para que seja feita a vontade de Deus na formação do novo governo.


O Ciclo de Vida do Ministério!

Kirk Gliebe (presidente da UMJC)

Tudo se desgasta com o tempo: carros, roupas, geladeiras… As pessoas se desgastam fisicamente também. Tudo tem um ciclo de vida, até mesmo organizações e congregações. Sem uma análise ponderada, crítica honesta e novas ideias, grandes ministérios tornam-se ineficazes ao longo do tempo.

Os ministérios quase sempre começam com atividade intensa, como resultado de Deus plantar uma visão ou uma oportunidade diante de um indivíduo que, com o tempo, sistematiza essa visão numa estrutura ministerial. Mas, se esse indivíduo não apertar o botão “atualizar” de tempos em tempos (avaliando o ministério em oração para garantir que se mantém fiel à visão original), a estrutura irá lentamente se calcificar até tornar-se irrelevante.

Deus não levanta ministérios; ele levanta pessoas, lhes dá uma visão e um encargo para realizar. Às vezes, essa visão pode ser levada adiante por pessoas de sucessivas gerações por um século ou dois, mas geralmente é apenas um indivíduo que a mantém por alguns anos ou décadas. Vamos fazer o propósito de renovar nossa visão de ministério e treinar novos líderes que levarão a visão para o futuro!


Restauração da Comissão Apostólica

Neste vídeo, Asher ensina que Deus está nos chamando para restaurar e completar a comissão apostólica que Yeshua deu aos discípulos em Atos 1. Para assistir em inglês, clique AQUI!


Voltar