Voltar para Artigos


logo

©10 de janeiro 2014 Revive Israel Ministries

O Anticristo

(parte um) Asher Intrater

Há uma figura bíblica chamada de o Anticristo que é descrita como o “homem da iniquidade” – a plenitude do mal em carne e osso (2 Tessalonicenses 2.3). Existe apenas uma pessoa que cumprirá essas profecias no fim dos tempos. Ele ainda não foi revelado. Contudo, ao mesmo tempo, o "anticristo" também é um tipo profético, ou um modelo, que pode ser representado por muitas pessoas em momentos e lugares diferentes.

1 João 2.18: “Como ouvistes que vem o anticristo, também, agora, muitos anticristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora.”

Nesse versículo, podemos ver os dois cumprimentos da profecia: um que é singular, específico e futuro; e um segundo tipo que é aplicável em diversas situações. As profecias devem ser consideradas nestas duas dimensões: o cumprimento final e a aplicação no presente. Portanto, o cumprimento das profecias do fim dos tempos muitas vezes parece acontecer em dois momentos distintos: um que é presente e urgente em todas as gerações e outro final e definitivo na última geração.
Já que as profecias referem-se a dois momentos – um presente e outro futuro –, temos que considerar ambas as dimensões – a urgente e a final – ao interpretar as profecias.

1 João 2.22: “Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho.”

O “anticristo” também é um espírito de engano. Existem mentiras sutis que penetram profundamente em nossa cultura, mídia, mundo acadêmico, religião – e até mesmo em nossos próprios pensamentos – e que se opõem à fé simples e à submissão a Deus e a Yeshua.

Haverá o Anticristo do fim dos tempos, há anticristos em várias gerações e há o espírito do anticristo que habita em nossa própria carne: orgulho e rebelião que resistem à autoridade de Deus em nossas vidas.


Baba Sali

Roni Rejuwan

A cidade de Netivot ao sul de Israel é um dos centros de cabalismo e judaísmo místico. Baba Sali (o Rabino Yisrael Abuhatzeira), que morreu há mais de 40 anos, tinha a fama de realizar milagres. Todo ano, em Netivot, acontece um "Hillula" (uma celebração selvagem) em sua homenagem. Este ano, a televisão e o rádio de Israel divulgaram a declaração do neto de Sali: “Baba não está morto. A sua alma ainda está presente e viva entre nós hoje. Se orar a ele, Sali lhe dará cura, salvações e até a redenção para a nação”.

Hoje, em Israel, existem muitos grupos hassídicos que acreditam que seu rabino — morto ou vivo – é um tipo de “messias”. Isso demonstra um profundo desejo por salvação, porém também revela os complexos enganos religiosos que afligem o nosso povo. Ore por uma revelação da verdadeira redenção.


Egito

Na semana passada, as urnas foram abertas do referendo sobre a nova constituição nacional do Egito, proposta pela coalizão atual liderada pelo General Sisi. A Irmandade Islâmica está rejeitando a constituição, elaborada para separar os partidos islâmicos do controle direto do governo. Se a constituição for aprovada, será estabelecida uma data para as eleições parlamentares e presidenciais.

Na semana passada, 10 mil trabalhadores fizeram uma manifestação no distrito agrícola de Tenata a favor de Sisi, chamando-o para concorrer à presidência. Sisi é reconhecido como a figura mais forte no Egito hoje e é uma possível esperança para que haja estabilidade, segurança e instituições democráticas. Ore por restauração na sociedade egípcia.


Refugiados ou Imigrantes Ilegais

Por volta de 53 mil imigrantes ilegais estão buscando asilo político e emprego em Israel hoje (aproximadamente 35 mil da Eritreia, 13 mil do Sudão, e o restante de vários países africanos, como o Congo e a Etiópia). A sociedade israelense está dividida entre vê-los como refugiados dignos de proteção ou como trabalhadores ilegais que deveriam ser deportados. Ore para que o nosso Ministro do Interior, Gideon Saar, tenha sabedoria; e que haja uma decisão realmente justa.  


Redimindo A Maldição De Babe?

Troy B. Wallace

Em Gênesis 11.1, diz: “Ora, em toda a terra havia apenas uma linguagem e uma só maneira de falar”. Um povo unido com um mesmo idioma se rebelou contra Deus. Ele respondeu confundindo as suas línguas e espalhando-os pela face da Terra. A infinidade de idiomas que são falados ao redor do globo hoje é resultado desse evento.

Recentemente, participei da conferência de líderes (Leadership Summit) na International House of Prayer (IHOP – Casa de Oração Internacional) em Kansas City. Um dos tópicos de oração e discussão foi a possibilidade de o texto bíblico ser traduzido em todas as línguas faladas na Terra dentro dos próximos 10 ou 20 anos. Enquanto orávamos, o Senhor falou ao meu coração que “se as ideias e os conceitos do texto bíblico fossem expressos em todas as línguas, os seguidores de Yeshua ao redor do mundo teriam uma mesma língua novamente”. Ainda haveria uma infinidade de línguas, tribos e povos. No entanto, o remanescente dos grupos representados por cada língua teria as palavras da realidade bíblica como uma língua em comum.

Você consegue imaginar o poder de um remanescente dentro de cada língua na Terra orando e cantando frases bíblicas ao Senhor (Apocalipse 7.9-11)? Isso iria redimir a maldição da nossa rebelião coletiva. Como? Louvando a Deus em todas as línguas criadas naquele momento de pecado. O texto em Gênesis 11.6 nos diz que com uma língua não haveria “restrição para tudo que [eles] intentassem fazer”. Vamos orar para que esse projeto seja concluído em nossa geração.


Voltar para artigos 2014