Voltar para Artigos


logo

©2 de novembro 2012 Revive Israel Ministries

Santidade: Vendo Deus

Asher Intrater

Santidade é o caráter puro e perfeito de Deus. Ele é tão santo que é realmente “Santo, Santo, Santo” (Isaías 6.2). Isaías o viu nessa santidade. “Meus olhos viram o Rei” (Isaías 6.5). Embora não nos seja possível atingir tal nível de santidade, Deus, de fato, exige que sejamos santos como ele. “Santos sereis, porque eu... sou santo” (Levítico 19.2).

Para sermos santos, precisamos colocar uma distância entre nós e as influências da sociedade que estimulam a imoralidade (1 Tessalonicenses 4.3; Números 15.39-40; Jó 31.1). Em virtude da tecnologia mais avançada nas artes e no entretenimento, propaganda e mídia, há hoje uma enxurrada de sensualidade visual que era desconhecida de todas as gerações anteriores.

O coração humano tem a capacidade de ver coisas espirituais (João 3.3). Temos “olhos” espirituais (Efésios 1.18; Atos 26.18). Quando imagens sensuais enchem nossa imaginação, não conseguimos ver as coisas do reino de Deus. Pureza de coração nos capacita a ver Deus (Mateus 5.8). Sem santidade, não podemos ver Deus: “... em santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12.14). Se não podemos ver Deus sem santificação, podemos concluir que com santidade podemos.

Santidade é um meio de ver Deus. O propósito e a motivação de ser santo é poder vê-lo. Santidade é simplesmente olhar na direção certa. O que Isaías viu no capítulo 6 é prometido a todos nós no capítulo 33. “Os teus olhos verão o rei na sua formosura” (Isaías 33.17). Santidade é a capacidade de ver a formosura de Deus; é o desejo do nosso coração concentrar nossa atenção nele. Não permitamos que a lascívia nos roube de tão bela visão.


Eleições nos EUA

Daniel Juster

Numa pesquisa recente, judeus em Israel preferiam Romney por uma margem de 3 a 1. É o contrário do que acontece com judeus norte-americanos, que preferem Obama numa proporção de 3 a 1. Eu gostaria de perguntar qual candidato e qual partido fortalecem o tecido social do país e qual o enfraquece.

O tecido social de um país é a chave para produzir cidadãos fortes que gerem boa qualidade de vida e estabilidade econômica. O tecido social depende da força de instituições não governamentais, incluindo casamento, família, igrejas, sinagogas, organizações de caridade, serviços sociais e escolas.

Qual partido apoia políticas que fortalecem a família, fomentando casamentos estáveis com famílias dirigidas por pai e mãe? Qual partido tem mais eleitores que são contra a definição clássica de casamento e família?

Qual partido abraça o valor sagrado de cada ser humano ter sido criado à imagem de Deus? Seu posicionamento sobre o aborto seria uma forte indicação em relação a esse ponto.
Qual partido tem mais membros que definem liberdade de expressão como incluindo pornografia e entretenimento imoral?

Qual partido abraça relativismo moral, em que não há base para julgar e comparar práticas culturais? Isso produz uma incapacidade de tomar posição contra a ameaça do extremismo islâmico.

Qual partido fomenta educação de qualidade com competitividade, e qual sustenta a condição atual em que padrões e qualidade não podem ser exigidos?
Essas perguntas morais ajudam a esclarecer as questões em jogo para nós como discípulos de Yeshua.


Deus é a Favor da Democracia?

Asher Intrater

Deus tem poder soberano e autoridade para colocar qualquer pessoa que desejar como chefe de qualquer governo (Daniel 4.17). Entretanto, ele geralmente respeita a liberdade de decisão do povo, mesmo se sua escolha de líder do governo estiver errada, e mesmo se estiver rejeitando a vontade de Deus (1 Samuel 8.5-9).

Deus está mais interessado em justiça do que em democracia, e em integridade do que em popularidade. Uma das regras básicas da justiça bíblica é NÃO seguir a maioria, porque a maioria geralmente está ERRADA (Êxodo 23.2). Valores morais, não desejos da maioria, devem ser nosso guia. Integridade (que significa “um, inteiro”) é demonstrada quando se faz o que é certo, mesmo se tiver de tomar posição sozinho.

Deus pode dar a um país o líder que o povo quer, mesmo quando for o líder errado. É uma forma de juízo. O povo terá o que merece. Isso é bem assustador e deve dar-nos o temor de Deus. O assunto das nossas orações pode não ser que Deus coloque a pessoa certa no poder, mas que o povo da nação deseje os valores certos. Oremos em favor do povo nos Estados Unidos, em Israel, na China e em outros países, para que escolham a vida (Deuteronômio 30.19), para que tenham um espírito de sabedoria e revelação (Efésios 1.17) e para discernirem espiritualmente entre o certo e o errado (João 16.8).

Será que a cobiça cegou as pessoas de tal forma que não conseguem ver que a estrutura da família está-se desintegrando? Será que a ganância cegou as pessoas tanto que não percebem que estão afundando-se irremediavelmente em dívida e colapso financeiro? Será que a covardia moral cegou as pessoas a tal ponto que pensam que o islamismo é uma religião de paz? Que Deus tenha misericórdia!


Congresso Chinês

Ariel Blumenthal

Em novembro, também, haverá uma grande transição de liderança na China que terá implicações para o mundo inteiro. O Congresso do Partido Comunista que governa o país acontecerá neste mês, durante o qual sete dos nove membros do Politburo devem aposentar-se. Essa é uma oportunidade que ocorre uma vez em cada dez anos para que uma liderança nova e mais jovem surja no topo da política chinesa. Oremos para que homens de justiça e temor de Deus se tornem líderes desta nação com sua influência econômica, militar e política cada vez mais forte em todas as regiões do mundo.


Eleiçoes em Israel

Numa manobra inesperada, os partidos Likud e Israel Beitenu (liderados por Netanyahu e Liberman, respectivamente) se uniram para formar um grande partido moderado da direita, que está liderando as pesquisas para as próximas eleições. O Partido Trabalhista, o principal da esquerda, está em segundo lugar e deve ficar à frente da oposição depois das eleições. Os outros candidatos de centro e esquerda permanecem divididos e, nesse vácuo, um novo partido surgiu sob a liderança de Yair Lapid que está agora em terceiro lugar, de acordo com as pesquisas. Outra grande mudança foi o retorno de Aryeh Deri ao Shas (partido ultraortodoxo sefardita) para dividir a liderança com Eli Yishai. Uma questão importante será qual partido ou partidos se juntarão à coalizão do governo depois da eleição.


Voltar para artigos 2012