Voltar para Artigos


logo

Mulçumanos Vindo a Cristo no Iran
28 de novembro
Artigo da Internet

“O Iran hoje é uma terra com incontáveis corações abertos. É a nação mais aberta ao Evangelho no mundo todo. Dezenas de milhares de Iranianos estão se voltando a Cristo.“ “Traídos pelo governo, desiludidos com a religião, deprimidos com as perspectivas do futuro, os Iranianos quando conhecem ao Senhor Jesus Cristo são completamente transformados. Eles proclamam Cristo nos mercados. Famílias inteiras, homens e mulheres, estão vindo a Cristo.” Para ler o artigo:  

http://www.christianpost.com/article/20101020/tens-of-thousands-of-muslims-coming-to-christ-says-iranian-leader/


Escândalo do Comissário de Polícia em Israel

Um dos mais prestigiados cargos em Israel é o de Comissário Geral da polícia. Uri Bar Lev é o nomeado para ser o próximo comissário. Após sua candidatura ser anunciada, veio uma acusação de assédio sexual pela Doutora Orly Inez, uma assessora de alto escalão no departamento de polícia. Rumores de imoralidade sexual dentro dos cargos altos do departamento de polícia estão sendo estampados por todo lado nos jornais e na televisão.

Este caso é um de uma série de escândalos, incluindo o antigo ministro de Justiça Haim Ramon, e o antigo Presidente Moshe Katsay. A maioria das acusações de abuso sexual envolve um problema inerente de que normalmente não há testemunhas. Com isso, o caso se torna a palavra do homem contra a palavra da mulher. (A Bíblia lida com a questão da ausência de testemunhas em Deuteronômio 22:24-25; e 19:15.)

Interessantemente, a porção desta semana do Torá descreve o evento em que José estando no Egito resiste à tentativa de sedução da esposa de Potifar, que depois o acusa de tê-la molestado (Gênesis 39). No caso de Bar Lev, parece não haver dúvida de que houve mal comportamento sexual, tendo havido abuso sexual ou não.

Todos nós como discípulos de Yeshua (Jesus) estamos sendo treinados para posições de governo em Seu reino. Nós faríamos bem em aprender através dos exemplos bíblicos e dos exemplos modernos também. Bar Lev provavelmente perderá sua candidatura, seja lá o que for a verdade por trás da estória; assim como Ramon e Katsav perderam as suas posições. Nós temos que evitar até mesmo a aparência de mau comportamento sexual, e mais ainda o ato de imoralidade ou abuso. Se andarmos em justiça, nós governaremos e reinaremos com o Messias (Romanos 5:17).


Ataque Coreano de Mísseis
Por Asher Intrater, Song Mansuk and Kim Yeh Jung

Na Terça-feira, a Coréia do Norte disparou 176 mísseis contra a Coréia do Sul, matando 4 pessoas e ferindo 19. Isso começou quando Pyongyang alertou o Sul a parar seus exercícios militares de rotina com o exército dos EUA. Quando Seul recusou, o Norte começou a disparar artilharia na pequena ilha de Yeopyeong, que abriga instalações militares Sul Coreanas e uma pequena população civil de 1,700 civis, a maioria sendo pescadores. Alguns analistas crêem que a Coréia do Norte começou esta crise para tirar os olhos do seu próprio povo para longe dos problemas internos deles mesmos.

É relatado que há cerca de 400,000 Cristãos evangélicos morando escondidos na Coréia do Norte; eles são perseguidos cruelmente. Vamos levantá-los em oração durante esta crise presente.

Nadav Ayal no jornal Israelita Maariv escreveu um comentário de que há uma conexão lógica entre as usinas nucleares no Irã e àquelas na Coréia do Norte. Quando um regime totalitarista obtém poder nuclear, este obtém uma certa política de garantia para ele mesmo. A Coréia do Norte de propósito atacou a Coréia do Sul. Mesmo que a Coréia do Sul seja mais forte e rica, ela deve reagir com limitação. Por quê? – Porque a Coréia do Sul tem uma maneira de pensar racional e não quer começar uma guerra nuclear por causa deste incidente.

O mundo tem trabalhado por muitos anos debaixo de um conceito que paz seria garantida porque as grandes nações com poder nuclear não arriscariam destruição mútua ao começar uma guerra mundial com respostas dos dois lados. Este raciocínio tem funcionado...até agora. Esta visão faz uma suposição: Que os líderes de nações com poder nuclear têm um nível mínimo de pensamento racional. Contudo, no caso de um ditador como Kim Zong II ou no caso de líderes Islâmicos radicais, a suposição básica de pensamentos racionais não se aplicam.

O Irã deveria invadir as fronteiras e dominar o Iraque, alguém estaria disposto a tomar uma decisão contra isso? Este cenário neste momento provavelmente seria uma série de declarações na ONU de que a ação é “deplorável” e até “inaceitável.”

O mundo encara um perigo nesta década que nunca foi enfrentado antes: armas de destruição em massa nas mãos de líderes irracionais. No passado, a garantia de paz mundial era “retenção”: Infelizmente, o conceito de retenção não é relevante a líderes que cruzam a insanidade ou que são mentalmente lavados por mentiras religiosas, a quem a destruição em massa de seu próprio povo não é razão por se deter.


Rabi Haim Amsalem

O quarto maior partido político em Israel é o Shas, o partido religioso Ortodoxo Sephardic. Um de seus membros Knesset, Rabi Haim Amsalem, começou a propor reformas, como ensinar educação central no currículo de suas escolas, diminuir restrições à conversão ao Judaísmo, e enviar alunos Yeshiva para o campo de trabalho – que é tudo muito apoiado pela maioria dos Israelitas. Ao propor tais reformas, Amsalem se colocou em oposição à liderança Shas, que em reação o rejeitaram de seu partido, o chamando de “Amaleque,” uma “pessoa desprezível,” e, como o pior tipo de insulto, até o comparando com “Aquele Homem” (Jesus).

Sendo que suas propostas seriam beneficiais à sociedade de Israel e uma reforma positiva ao Judaísmo Ortodoxo, valeria a pena que nós orássemos por ele.